sexta-feira, 17 de junho de 2011

A escola dos sonhos

POST POR:
 Vou ser sincero à vocês. Eu gosto da minha rotina, quase nada puxada e demasiadamente alegre. Claro que acordar cedo no frio e sair na chuva não estão na minha lista de prazeres, tampouco ficar horas, que por vezes parecem dias, focando a atenção em algo cansativo. Porém são deveres que cumpro com um sorriso na cara. Porém tudo se encaixa na lei 'sacrifício-benefício', que está em vigor, perante qualquer adversidade, no mundo da minha cabeça.
  Não tenho do que reclamar por inúmeros argumentos, sendo um deles uma "tropa de outros" que têm a mesma rotina que eu, e nos momentos mais complicados conseguem olhar pra mim, com aquela cara de quem não respeita ninguém, e falarem por pensamento: "Haha! Espera o próximo período."
  Mas os pontos negativos existem, por mais que eu ignore-os, para desespero dos mesmos e seus mandatários, Então, em outro lugar neste mundo da minha cabeça, existe um modelo de perfeição, mas que aqui fora não existe, não poderia e nem mesmo deveria, reconheço. Mas será que seria bom?
  As aulas, que ocorreriam de domingo à quarta, iniciariam lá pelas nove e meia ou dez, e meio dia em ponto já deveríamos estar em casa. Limpeza? Todas as professoras teriam o requisito "faxineira/diarista" exigido no currículum. Estudariam nela só aquelas lindas, simpáticas e alegres, e claro com algum conteúdo, não só a casca. Mas que saibam que estou disposto a ensiná-las o pouco que sei. E de resto, só uns 9 piás dos mais chegados para formar um time nas aulas de educação física. E falando nisto, as matérias? Preparação para debate, educação futebolísitica, ciências da argumentação, filosofia da desculpa e artes da ludibriação. Com certeza podíamos sair políticos formados e com a vida arrumada.
  Mas mesmo tão improvável, imagine esta situação. Será que seria bom? Certo. Considere apenas as matérias então. Garanto que ao menos se fosse pra formar políticos, a minha escola dos sonhos seria modelo e raridade, pois deixaria esta espécie com um pouquinho mais de caráter.
  Ah, deixa que fique apenas como fantasia. No fim das contas, só eu vá compreender esta bagaça. Ora, escola básica que forme políticos, que viagem. E com caráter...

3 comentaram. Comente também!:

Aldinho disse...

aeoiaeioea
acho q essas escolas ai dificilmente existiram.. quem sabe quando os politicos começarem a ser obrigados a colocarem seus filhos em escolas publicas...

Dreamy girl disse...

Parabéns. otimo o seu blog...
Texto ficou bom tbm.

Amandita disse...

Eh! Paulinho...que viagem.

Eu, quando cocluir minha graduação em Licenciatura, não teria lugar na tua escola....rs (detesto fazer faxina). Mas que tu és um guri muito criativo, lá isso é. Continua sonhando, que sonhar não custa nada -já diz o ditado.

P.S.: Obrigada pela visita lá no meu espaço.
Abraços para esse povo lindo (e feliz, a julgar por ti) do Sul.

Sua amiga cá de cima!
Amanda Paz
Varginha-MG (O E.T manda lembranças)

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...